Detetive Pikachu é um filme de referências, no melhor sentido da expressão. Cada acontecimento do filme é uma homenagem aos fãs que acompanham Pokémon desde o início da franquia, lá no Game Boy. As aparições dos Pokémon, as menções a acontecimentos e os elementos da cidade são TODOS muito fieis ao que a gente já conhece. O filme pode não ser perfeito tecnicamente, mas é inegável que ele é uma extensão muito bem feita de tudo de Pokémon que já foi produzido. Detetive Pikachu deixa o universo de Pokémon ainda mais cheio de ligações, até com teorias famosas de fãs sendo mencionadas.

Todos os Pokémons estão lindos, mesmo com a queda de qualidade na animação do Mewtwo ao longo do filme. Ver os monstrinhos de bolso em um visual realista é uma experiência impressionante para quem já viu aquele monte de pixels virar um desenho há alguns anos.

É muito importante lembrar que Detetive Pikachu é um filme infantil, com uma proposta bem leve e despretensiosa. Nos últimos dias rolaram algumas polêmicas envolvendo o filme, por conta de alguns críticos indignados com a atuação dos atores e os diálogos do Pikachu.

Sim, apareceu gente INDIGNADÍSSIMA com as falas de um Pikachu. Um rato elétrico falando com um ornitorrinco com dor de cabeça. Mas não vamos entrar nesse assunto agora.

Detetive Pikachu é uma aventura leve, engraçada e INFANTIL, sobre uma cidade onde humanos e pokémons vivem em harmonia. Cada novo Pokémon que aparece na tela é um suspiro da plateia, que soa quase como uma expressão de satisfação ao reencontrar um velho amigo. Para mim, Detetive Pikachu foi como um grande abraço na criança que eu era enquanto conhecia esse universo tão rico.