Tão melancólico e bonito quanto uma beira de mar no inverno, Popeye – Um Homem ao Mar nos traz uma aventura mais real do mais famoso marinheiro amante de espinafre. No quadrinho somos apresentados a um lugar onde a relação entre os velhos marinheiros e o mar já não anda tão bem. Um cais onde se reúnem os mais diversos personagens, com suas vidas sofridas e lembranças de aventuras. Entre uma cerveja e outra, surge a esperança de algo que pode trazer dinheiro para todos mais uma vez.

Um Homem ao Mar é um belíssimo quadrinho nublado sobre um personagem que se vê ultrapassado, num lugar cheio de finais. E no meio de tanta finitude, temos, de certa forma, uma história de origem. Um Homem ao Mar nos apresenta versões mais humanas de Popeye, Olívia e sua turma das tirinhas. Melancolicamente humanas, com muito sentimento e coração.

Na história encontramos um Popeye mais profundo e sofrido, uma Olívia mais independente, mais faca na bota, além de várias outras histórias contadas pelo nome dos personagens do mundo do marinheiro.

Roteiro da França, com traços do Brasil

O quadrinho com roteiro de Antoine Ozanam tem artes e cores do brasileiro Marcello Lelis. E ambos conversam muito bem em sua união. A arte de Lelis garante um tom de sentimento ainda mais bonito ao grande roteiro de Ozanam. As cores são lindas, tudo num traço muito rico. Cada página é uma obra arte.

Popeye – Um Homem ao Mar foi trazido para cá pela Editora Skript, numa edição MUITO bonita. Mais que bonita, uma grande homenagem a Elzie Crisler Segar, o cartunista criador de Popeye. Além da história, o quadrinho traz um pouco da história de Segar e várias informações sobre seu começo de carreira e as inspirações que geraram seus personagens mais famosos.

Você pode comprar Popeye – Um Homem ao Mar clicando aqui.

Quer mais dicas de quadrinhos? Pois siga o Guia Etuíno de Entretenimento no Instagram! Então só clicar aqui ou procurar @guia_etuino na busca! Com isso você tem um contato ainda mais próximo com quem escreve por aqui.